03 fevereiro 2015

CHACRAS E SAÚDE!

Vem do Oriente a ideia de que somos uma combinação das correntes de energia mental, emocional, psicológica e espiritual, que reunidos formam o corpo físico; e de que nossos corpos têm centros de energia chamados “chacras”.

A energia flui continuamente pelo nosso corpo, através do topo da cabeça e, à medida que ela viaja pela espinha abaixo, ela “alimenta” cada um dos sete centros, localizados em pontos sequenciais ao longo da espinha dorsal.

O intercambio de energias entre os chacras e o corpo é responsável pela manutenção da saúde dos órgãos e pelo equilíbrio psicológico e emocional.
  
O fluxo dessas correntes de energia é regulado em nosso corpo por nossas crenças e atitudes e alimentado por toda a informação que guardamos em nossa mente resultantes das experiências que tivemos ao longo da vida.

O desenvolvimento das doenças tem como fator fundamental a intensidade das emoções desarmônicas, em especial do medo.

Vamos verificar quais os padrões específicos de medo correspondem aos chacras e quais as possíveis doenças a eles relacionadas.


Chacra Básico: questões de segurança física e sobrevivência.

Medo de não ser capaz de suprir as necessidades da vida para si mesmo e para sua família.

Sentimento de que o mundo externo é um local ameaçador.

Sensação de que só tem a si mesmo, sem o apoio de ninguém. 

Disfunções mais comuns: dor crônica nas costas (lombar), ciática, veias varicosas, problemas no reto, tumores e câncer localizados nessas áreas do corpo. 

***

Chacra Sexual:

Sensação de não ter poder sobre o que acontece sexualmente. Isso inclui experiências de abuso sexual, assim como relacionamentos especialmente manipulativos e controladores.

Sentir-se inadequado sexualmente ou ter aversão pela atividade sexual. Isso inclui a tensão que acompanha sentimentos de ressentimento com relação ao poder do seu parceiro ou do sexo oposto em geral, assim como sentimentos de aversão ou de culpa relativos à sua própria sexualidade ou às suas preferências sexuais.

Desvalorização de si mesmo como resultado de pouco ou mínimo poder econômico. 

Disfunções mais comuns: para as mulheres – problemas menstruais, infertilidade, infecções vaginais, cistos nos ovários, endometriose, tumores ou câncer nos órgãos femininos.

Para os homens - impotência e problemas na próstata, incluindo câncer (essas disfunções estão associadas à perda de poder econômico ou político, principalmente). 

Tanto para os homens quanto para as mulheres, disfunções comuns incluem dor pélvica e nas costas (lombar), herpes e todas as outras doenças sexuais, problemas de deslocamento de disco, todos os problemas sexuais e problemas urinários e na bexiga.

***

Chacra do Plexo Solar

Medo de assumir a responsabilidade por si mesmo, por suas necessidades, por seus compromissos, por suas finanças e por seus pensamentos, atitudes e ações pessoais.

Medo de ser criticado ou necessidade de criticar os outros para se sentir mais forte.

Medo do fracasso. 

Disfunções mais comuns: artrite, úlceras, e todos os problemas relacionados com o estômago; problemas intestinais e no cólon incluindo câncer, pancreatite, diabetes e câncer no pâncreas; problemas de rins (também relacionado com o segundo chacra); problemas de fígado, incluindo hepatite; problemas de vesícula; disfunções nas glândulas supra-renais; indigestão crônica ou aguda; anorexia e bulimia; náuseas e gripe.

***

Chacra Cardíaco

Medo de não ser amado ou a crença de que você não merece ser amado.

Medo de demonstrar ou compartilhar afeição.

Medo e amargura por acreditar que não pode perdoar ou por se recusar a perdoar. 

Disfunções mais comuns: ataques cardíacos; dilatação cardíaca; artérias bloqueadas e colapso cardíaco congestivo; asma; alergias; problemas de pulmão; incluindo câncer; problemas nos brônquios; pneumonia; problemas de circulação e todos os problemas na parte superior da coluna e nos ombros. 

***

Chacra Laríngeo

Medo de assumir seus próprios desejos e direitos – esse medo freqüentemente faz com que a pessoa permita que os outros a vitimizem devido à sua incapacidade de se comunicar de maneira firme em seu próprio benefício.

Medo de expressar suas necessidades emocionais, seus sentimentos e suas opiniões. Esse medo bloqueia quase totalmente qualquer nível de criatividade.

Medo de expressar mágoa, tristeza e pesar. Isso inclui a incapacidade de chorar.

Disfunções mais comuns: garganta irritada e dor de garganta crônica, incluindo câncer na garganta e na boca.

Problemas nas gengivas, nos dentes e desalinhamento do maxilar (chamado Síndrome da Articulação Temporomandibular); escoliose (espinha dorsal curva); torcicolo; laringite; amigdalite; dores de cabeça tensionais na base do pescoço; glândulas e tireóide intumescidas. 

***

Chacra Ajna ou Terceiro Olho

Medo de olhar para dentro de si mesmo, ou medo da auto-análise e da introspecção.

Medo de suas próprias habilidades intuitivas, que dá origem a bloqueios à sensibilidade interior. 

Medo de aprender com as experiências da vida. Isso freqüentemente leva a culpar constantemente outras pessoas por tudo que acontece de errado em sua própria vida, e a um padrão infindável de repetição das mesmas situações de aprendizado difíceis e dolorosas. 

Disfunções mais comuns: tumores cerebrais, hemorragias cerebrais e coágulos de sangue no cérebro; problemas neurológicos; cegueira;surdez; problemas em toda a espinha dorsal; enxaqueca ou dores de cabeça devidas à tensão; ansiedade ou nervosismo, incluindo o colapso nervoso; coma; depressão; esquizofrenia; ataques epilépticos e outras formas de disfunções emocional-mentais, e dificuldade no aprendizado. 

***

Chacra da Coroa

Medo de compreender que está vivendo uma vida sem sentido.

 Falta de coragem e de fé em si mesmo.

 Medo do próprio desenvolvimento – isso inclui o medo de conhecer a si mesmo.

Disfunções mais comuns: disfunções do sistema nervoso, paralisias, problemas ósseos incluindo câncer nos ossos e doenças degenerativas tipo esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica (ELA). 

***

Por tudo que foi descrito acima fica claro que a manutenção da saúde está relacionada ao processo de desenvolvimento da consciência com a consequente adoção de uma atitude mental equilibrada que resulte em um estado de serenidade e paz!

27 janeiro 2015

SUPERAÇÃO!!


ANTIDEPRESSIVO, SIM OU NÃO?

Muitas pessoas que chegam ao consultório se sentindo tristes ou desmotivadas questionam a validade de usar um antidepressivo.

Entendo que tudo neste planeta tem uma função e pode trazer benefícios. Desde que seja bem utilizado. 

E isso se aplica especialmente a medicação psiquiátrica porque quando mal utilizada ela pode trazer resultados bastante sérios.

Vamos entender qual a indicação para cada caso?




EVOLUÇÃO, INDO ALÉM!!!

Amados!

Começo minhas postagens de 2015 com este texto, retirado do Kabbalah Centre. Que possamos refletir sobre a sabedoria  desta mensagem buscando pratica-la, todos os dias!

1. Tirando todos os seus bens materiais, seu dinheiro, seu estudo e suas realizações, o que resta é o que você é. Pense nisso hoje. O que você é, em essência?

2. Quando você deseja alguma coisa, o universo lhe ajuda a chegar lá, sem selecionar pensamentos positivos ou negativos. Por isso, cuidado com o que você deseja.

3. Não devemos nos satisfazer com o bem que fazemos dentro da nossa natureza, devemos nos motivar a fazer aquilo que está além da nossa natureza.

4. Muitas pessoas ficam atoladas na escuridão. Mas há também os que ficam atolados na Luz. Ficamos contentes por estar em um “bom lugar” e não nos esforçamos para seguir em frente. É preciso subir sempre.

5. Estamos nesta vida para crescer constantemente, e nossa meta deve ser deixar este mundo sendo uma pessoa melhor do que a que entrou.

6. Achamos que as metas que definimos são o objetivo, mas o verdadeiro objetivo é o processo e a transformação pela qual passamos.

7. Concentre-se totalmente em ver suas situações negativas como oportunidades positivas. E deixe que pensamentos positivos dominem sua mente.

8. Hoje, pondere suas palavras antes de permitir que elas saiam da sua boca. Cinco segundos de reatividade podem destruir uma amizade de dez anos.

9. Não leve tudo para o lado pessoal. Você não é o centro de tudo que acontece. Quanto mais você conseguir domar sua forma de pensar egocêntrica mais feliz você será.

10. Seja paciente consigo mesmo se você não estiver onde gostaria de estar. Lembre-se: há um processo.



RETORNO!!!

Amados!

Nos últimos dois meses estive sem acesso a internet. Durante este período vivemos o encerramento de 2014 e o inicio de um novo ano e eu não pude atualizar o blog ... 

Bom, nunca é tarde para enviar amor, certo?

Por isso quero abraçar cada um e desejar um mundo de infinitas possibilidades.

Que possamos sonhar, voar alto e viver um 2015 MARAVILHOSO!

Com amor!!